Skip to main content
Sem categoria

Quer saber se você tem DTM? Conheça a disfunção e seus sintomas

By 6 de março de 2024No Comments4 min read

Você já sentiu dor na mandíbula ou ouviu um estalo ao comer ou bocejar? Isso pode ser um sinal comum de disfunção temporomandibular, também conhecida como DTM.

Em princípio, essa condição está ligada à articulação temporomandibular — também conhecida como ATM —, que conecta a mandíbula ao crânio e realiza cerca de 2.000 movimentos diários.

A ATM é responsável pelos movimentos de fala, mastigação e deglutição. Então, quando alguma condição afeta essa articulação, é possível que cause problemas na boca e na face.

Descubra, a seguir, o que é a DTM e suas causas.

O que é a disfunção temporomandibular (DTM)?

DTM é uma condição multifatorial desencadeada a partir de alguns fatores, capazes de agravar os seus sintomas. Desse modo, a disfunção pode impactar o músculo, a articulação ou ambos.

A Academia Americana de Dor Orofacial define a DTM como um termo coletivo que engloba um grande número de problemas clínicos. Essas condições afetam os músculos mastigatórios, a articulação temporomandibular (ATM) e outras estruturas associadas.

É por esse motivo que os principais sinais da DTM são estalos ao bocejar e comer, zumbidos no ouvido, dores de cabeça e dificuldade para abrir e fechar a boca.

Fatores que influenciam na DTM

Existem diversos fatores capazes de influenciar no desenvolvimento ou na piora da DTM, entre eles:

  • Macrotraumas: são lesões causadas por impactos diretos ou indiretos na região da mandíbula, como quedas, acidentes, pancadas ou cirurgias. Esses traumas provocam fraturas, luxações, hematomas ou inflamações na articulação temporomandibular (ATM) ou nos músculos da mastigação;
  • Microtraumas: já os microtraumas são lesões causadas por hábitos repetitivos ou excessivos que sobrecarregam a ATM e os músculos da mastigação, como bruxismo, hábitos parafuncionais (roer unhas e mascar chicletes), mastigação unilateral ou postura inadequada da cabeça e do pescoço, por exemplo;
  • Fatores sistêmicos e locais: são condições que afetam o organismo como um todo ou a região da mandíbula especificamente, como distúrbios degenerativos (artrite, artrose), distúrbios endócrinos (menopausa, hipotireoidismo), fatores genéticos (hereditariedade, malformações) e fatores psicossociais (estresse, ansiedade, depressão).

Embora seja possível listar esses fatores, é importante lembrar que eles podem atuar de forma isolada ou combinada, causando diferentes tipos e graus de DTM.

Por isso, procurar um profissional especializado para avaliar cada caso e indicar o melhor tratamento é a solução mais indicada.

Como o bruxismo afeta a ATM

Bruxismo é o hábito que faz a pessoa apertar ou ranger os dentes involuntariamente, tanto enquanto dorme quanto ao longo do dia.

Dessa forma, o bruxismo faz com que os músculos e a articulação da mandíbula fiquem sobrecarregados, sendo um fator para o agravamento ou surgimento da DTM.

Essa pressão involuntária pode, ao longo dos anos, causar problemas na mandíbula. Diante disso, muitos pesquisadores estudam a relação entre o bruxismo e a DTM. Por causa dos movimentos intensos dos músculos da mandíbula, o bruxismo afeta a articulação e causa alterações na região, contribuindo para o quadro de DTM.

Para entender mais sobre bruxismo, indicamos para você este conteúdo: Você desconfia de que tem bruxismo?

Apertamento dos dentes e a DTM

Como vimos acima, o ato de apertar os dentes é uma forma de fazer bruxismo e, por consequência disso, também pode influenciar na DTM. Afinal, ao apertar os dentes, a pessoa exerce uma pressão excessiva sobre a arcada dentária e sobre a articulação da mandíbula.

Como resultado, essa pressão tem o potencial de causar desgaste, fratura ou sensibilidade nos dentes, além de inflamação, dor ou estalo na articulação. Portanto, o apertamento dos dentes é um dos fatores capazes de somar para o surgimento ou piora da DTM.

Você consegue identificar algum desses sintomas em sua articulação temporomandibular? Então saiba que estamos à sua disposição para apresentar as possibilidades disponíveis de tratamento de reabilitação oral. Entre em contato com a equipe da Naturale Odontologia pelo WhatsApp.

Leave a Reply